a experiência da consciência

publicado originalmente no Boletim da Sociedade Antroposófica no Brasil N. 73 / 2014

A palavra “consciência” é sem dúvida uma das mais amplas, profundas e complexas que possuímos em nosso vocabulário. Ela é bastante presente no nosso discurso, mas seu significado pode mudar consideravelmente dependendo do contexto e viés utilizado por cada pessoa. O presente texto é uma tentativa de explorar e iluminar, tanto o conceito de consciência como algumas das questões que a experiência da consciência nos coloca; procuraremos fazer isso a partir de uma perspectiva fenomenológica. Cabe adiantar que neste artigo passaremos ao largo de questões relativas à origem da consciência. Tão pouco nos embrenharemos no intenso debate que hoje se dá, especialmente entre os campos da biologia, da neurociência e da filosofia, sobre a relação entre a consciência, a mente, as funções cerebrais, a estrutura do sistema nervoso e seus processos bio-físco-químicos. Nossa intenção primeira é investigar a consciência enquanto fato da experiência humana cotidiana e suas implicações na percepção dos fenômenos do mundo e do nosso próprio eu.

texto completo em PDF

Adicionar a favoritos link permanente.

Comentários fechados.